Círculo 1Círculo 2Círculo 3

10 Dicas para a gestão financeira do seu negócio

1 de julho de 2019

Independentemente do tamanho do negócio, a gestão financeira de uma empresa pode ser uma tarefa desafiadora. Não é raro vermos casos de empresas que tinham enorme potencial de crescimento entrarem em crises financeiras ou até mesmo falirem por não conseguirem conduzir da maneira correta a entrada e saída de dinheiro do empreendimento.

Quando o assunto é controle das finanças, o segredo é pecar pelo excesso de cuidado e resguardar o patrimônio do seu negócio. Assumindo essa postura tudo fica mais fácil: sua análise, as tomadas de decisões e a diminuição do risco de falhas e fraudes.

Para facilitar sua vida, trouxemos 10 dicas de gestão financeira para o seu negócio.

1 – Não misture suas finanças com as da empresa

Essa é a regra número 1 de qualquer negócio para que você garanta que os recursos da empresa irão permanecer investidos em seu crescimento. Se sua empresa for de pequeno porte, estabelecer um pro-labore que se enquadre no orçamento do empreendimento é uma boa tática. Assim, as entradas do negócio e o seu dinheiro pessoal não irão se misturar, nem as despesas de ambos.

2 – Tenha tudo planejado

Sem um bom plano orçamentário fica complicado trabalhar a gestão financeira da sua empresa. Por isso, defina um plano tático e estabeleça um orçamento anual com algumas projeções definidas: receitas esperadas, despesas esperadas, balanço patrimonial e metas de crescimento.

3 – Não pare de se capacitar

É muito fácil se apegar à desculpa de que não sobra tempo pra nada e que a vida é muito corrida, mas não se permita usar esse escudo. Administrar um negócio é uma tarefa que exige diversas habilidades e conhecimentos. E como sabemos, hoje em dia tudo muda muito rápido. Por isso, é preciso que você busque se reciclar e se atualizar periodicamente. Investir em cursos, palestras, workshops e formações irá ampliar sua visão de mercado e te dar novas perspectivas sobre o funcionamento da sua empresa.

4 – Adote ferramentas de gestão financeira

Tenha em mente que utilizar ferramentas de gestão deve ser um dos pilares da sua administração. Você pode usar a tecnologia para te ajudar, utilizando softwares específicos para cada tarefa: controle de caixa, de entradas e saídas, pagamentos, gestão de assinaturas e contratos, entre outros.

5 – Analise periodicamente

Para que você evite surpresas negativas, é importante criar o hábito de fazer análises constantes das condições financeiras da sua empresa. Outro ponto importante é que o gestor do negócio deve ter a conta entre faturamentos e gastos sempre equacionada, listando todos os seus pontos: custos de operação, processos, tributação, etc.

6 – Projete o futuro 

O que seria de um planejamento sem uma projeção do futuro? Saiba analisar o mercado e projete o desempenho da sua empresa por meio dos indicadores e de avaliações de rendimento. Para isso, é preciso que você tenha todas informações e dados sobre cada processo desenvolvido por seu negócio.

7 – Revise seu planejamento 

Não é porque você elaborou um planejamento estratégico que tudo irá sair do jeitinho que foi projetado sem mudanças de curso. O desenvolvimento do seu negócio não é estático ou linear. Por isso, é essencial que você reavalie periodicamente o que foi determinado e analise o que ainda se adequa e o que não se adequa mais.

8 – Elabore planos de ação para inadimplências 

Tenha ciência total da sua cartilha de fornecedores e clientes e saiba quais desses são maus pagadores. Feito isso, avalie se é viável mantê-los no seu quadro para tomar decisões futuras sobre conceder crédito a eles ou não. Tenha um cadastro de acompanhamento para registrar se eles pagam dentro do prazo, se atrasam ou deixam de quitar suas dívidas.

9 – Seja organizado

Dados, números, prazos, relatórios, análises… são tantas coisas pra gerenciar que se você não tiver o mínimo de organização, essa se tornará uma tarefa quase impossível de ser realizada com eficácia. Uma dica é fugir dos controles manuais e das dezenas de planilhas que ficam espalhadas de forma desordenada em seu computador. Opte por sistemas automatizados que te possibilitem acompanhar todos os indicadores da sua empresa em tempo real.

10 – Não rola? Terceirize 

Se você chegou até aqui e percebeu que não tem tempo para executar todas essas dicas ou que seria melhor empregar esse tempo em uma atividade de sua especialidade, talvez seja melhor terceirizar a gestão da sua empresa.

Curtiu as dicas? Agora é só aplicar no seu negócio. Tem mais alguma dica que não estava no texto? Deixe um comentário! 😉

Círculo 1Pontos 1

Por qual caminho você quer chegar no futuro?

Conheça Nossos Planos
Voltar
Ícone Seta para Cima